| Vinhos Campino | Vinho uma Paixão
2
archive,category,category-vinho-uma-paixao,category-2,ajax_updown_fade,page_not_loaded,

Vinho uma Paixão

O estudo incluiu 5,5 mil homens e mulheres. Durante sete anos, pesquisadores espanhóis acompanharam a vida dos participantes para saber se haviam sido diagnosticados com depressão e qual era o consumo diário de bebidas alcoólicas. Entre todos os voluntários, apenas 443 entraram numa tristeza profunda. E o que os cientistas perceberam é que quem bebia de 2 a 7 copos de vinho, por semana, era o grupo com menos deprimidos. Em geral, correm 32% de riscos de entrar em depressão, em comparação com quem não bebe nada.
Eles não sabem dizer ao certo qual é o papel do vinho na felicidade. Mas suspeitam que alguns componentes da uva protegem o cérebro  contra processos inflamatórios envolvidos na depressão.

Casais que bebem vinho juntos são mais felizes

Uma pesquisa feita na Universidade de Otago, Nova Zelândia, revelou que casais que reservam tempo para beberem vinhos juntos são mais felizes.  A equipe de pesquisadores estudou mais de 1500 casais, perguntando-os sobre suas relações e seus hábitos de bebida.

 
O estudo mostrou que as mulheres tendem a ficar quatro vezes mais felizes quando bebem vinho com o parceiro uma vez por semana, enquanto nos homens a felicidade triplica. Segundo os pesquisadores, foi encontrada uma associação entre o tempo que o casal compartilha bebendo e as probabilidades dele ser feliz. Os resultados também mostraram que os casais que bebem vinho pelo menos uma vez por semana, dão mais indícios de felicidade quanto à relação – 91% desfrutavam da companhia um do outro – em relação aos casais que não têm em esse costume.

Um estudo científico demonstrou que o vinho, se consumido moderadamente, proporciona benefícios à saúde. Cientistas da Rede Nacional de Pesquisa do Envelhecimento da Espanha, em parceria com pesquisadores do Instituto de Biotecnologia da Universidade de Granada, declararam que o vinho, se acompanhado de outros alimentos, como milho e cereja, retarda os sintomas do envelhecimento.

Isso ocorre porque a bebida tem uma alta quantidade de melatonina, substância produzida em pequenas quantidades pelo corpo, com propriedades antioxidantes que atrasam a degeneração neuronial e os processos inflamatórios próprios do envelhecimento. O trabalho foi realizado em ratos normais e transgênicos, mas os resultados são aplicáveis ao ser humano.

Você sabia que o Vinho Brasileiro combina com tudo?
De batata assada na manteiga com ervas a batata palito frita. O brasileiro está desmistificando o consumo do vinho e conhecendo os prazeres de ter uma taça de vinho em todas as refeições.

Alguns dizem que vinho não combina com chocolate.
Bobagem. Se você tiver o vinho certo e o chocolate certo, pode ser um efeito dos Deuses!

Para acertar na escolha, combine chocolates com sabor mais leves a vinhos mais leves. De igual modo, quanto mais forte o sabor do chocolate, mais encorpado o vinho deve ser.

Vinho consumido com moderação pode ajudar no controle da obesidade

Composto encontrado no vinho tinto e na uva pode ajudar a controlar o peso e ainda prevenir doenças cardiovasculares, neurodegenerativas e até o câncer.

Considerado uma boa pedida, principalmente por ser uma bebida agradável, aromática e saborosa, o vinho , quando consumido moderadamente, também colabora para uma vida mais saudável. Segundo estudo da Universidade Purdue, em indiana, publicado no americano “The Journal of Biological Chemistry”, um composto semelhante ao resveratrol, encontrado na uva e no vinho tinto, tem ação antioxidante e anti-inflamatória, capaz de bloquear processos celulares que impedem a formação de gorduras.

“O piceatannol é composto por uma substância antioxidante que bloqueia a capacidade de novas células de gordura de se desenvolverem e crescerem, auxiliando no controle do peso, retardando a origem de células jovens de gordura e evitando que elas se transformem em células maduras”, explica o Dr. Guilherme Giorelli, médico nutrólogo da Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN.